Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Sete Estrelo

Um diário de navegação, à deriva

Sete Estrelo

Terapia de Choque

20.03.20 | Silêncios

 


Resultado de imagem para itália bergamo médicos


“Por favor, ouçam-nos, tentem sair de casa só para as coisas indispensáveis”


 


No norte de Itália...


 


As filmagens difundidas hoje, a partir do Hospital de Bérgamo - Itália, se não surtiram o efeito que se pretende... nada o fará!


São imagens cruas. A realidade de médicos, enfermeiros e restante pessoal de apoio, nos seus lugares. Sem arredar pé ou claudicar pela exaustão. Ali! A lutar. E... a perder. 


Acreditem! Não há nada mais desolador para quem assiste, do que ver um médico chorar devastado, porque perdeu um doente. 


Nem calculo qual será a raiva que engolem. A frustração completa, ao ter de decidir entre quem sobrevive e quem se abandona, à sua sorte. Eles... que juraram salvar vidas!


Que abraçam a profissão com abnegação e um amor muito particular. Que riem e também brincam com as situações, sérias, tornado-as caricatas, para descomprimir. Mas que nunca, mas nunca mesmo, desistem.


Só quem os viu a correr, corredores fora, porque alguém que entrou "em paragem".  Precisamente porque o tempo não pára e um segundo conta.


Só quem não os viu, "desabar" por entre lágrimas. Deixado o corpo escorrer parede abaixo, com o rosto entre as mãos e de cócoras, ficar ali. A soluçar!


Ninguém! Nenhum de nós, por mais palmas que bata, consegue pagar-lhes o que fazem por nós. E, cruelmente, costumamos referirmo-nos a eles com tanta ingratidão.


Ainda há pouco o fazíamos, quando lutavam por mais direitos. Hoje... engolimos em seco e arrependimento não basta! Porque dever-lhes a vida, não há moeda que pague.