Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Sete Estrelo

Um diário de navegação, à deriva

Sete Estrelo

As Medidas que não são, nem deixam de ser...

22.06.20 | Silêncios

 

 

 

A partir de amanhã o Estado de Calamidade mantêm-se em 15 freguesias de Lisboa 

 

O que é óptimo! Irão fechar os estabelecimentos todos, às 20 h, menos Restaurantes (onde não se servem bebidas, à refeição...). Permitindo e levando a que... fora dessas 15, como continua tudo "desconfinado" e aberto, haja um acorrer de gente que não pode "ajuntar-se" na sua freguesia, mas pode fazê-lo, na dos outros. 

Por exemplo, um Centro Comercial que feche às 20h numa dessas zonas, será um convite para os frequentadores dele, como não podem fazer compras, deambular à vontade, virem encher os vizinhos. 

Coimas, meus senhores? E coimas, por desrespeito? No México quem desvaloriza as regras vai varrer ruas! Em Espanha chegou a pagar-se 1.500€ por desrespeito das imposições em vigor. Por cá, brinca-se com  isto!

Interditem-se ou policiem-se os lugares onde é costume existirem esses reuniões de gente desmiolada e desocupada!

Será porque é a Capital? O que me leva a dar razões ao autarca de Ovar. Todos que, nos outros Concelhos do país se sentem tratados com outro peso e outra medida! 

Pela parte que me toca fico descansadíssima. Diminuirá (talvez) o contágio nessas 15 freguesias, mas não tardará a disseminar-se e a aumentar nas restantes, próximas! Quando sem limite de deslocação, os que agora gozam com isto tudo, vão em romaria, para os lugares onde possam continuar a abusar sem que nada lhes aconteça. 

 

“Foi consensual que, na próxima quinta-feira quando o Conselho de Ministros proceder à reavaliação do Estado de calamidade, este deve ser mantido relativamente ao conjunto destas 15 freguesias e destes concelhos”, afirmou António Costa, após a reunião com os presidentes dos cinco municípios da área metropolitana de Lisboa onde se tem registado um elevado número de novos casos de Covid-19 nas últimas semanas.

António Costa esteve reunido com os autarcas Fernando Medina (da Câmara Municipal de Lisboa), Basílio Horta (da Câmara de Sintra), Carla Tavares (da Amadora), Hugo Martins (de Odivelas) e Bernardino Soares (de Loures)..."

 

Partindo do princípio que os cinco Concelhos são estes: Lisboa, Sintra, Amadora, Odivelas e Loures: Convêm esclarecer se os outros concelhos vão ter de suportar, quietos e calados, comportamentos destes, que põem em causa a saúde de todos nós!